Ocorrência das úlceras por pressão

A ocorrência das úlceras por pressão é geralmente medida por um de dois métodos4,5

  • Prevalência - o método mais comum; pode ser considerado como o número de uma determinada população com uma condição específica num momento específico. Isto significa que se incluem pacientes com úlceras por pressão no momento da admissão, bem como aqueles que adquiriram uma desde a admissão.
  • Incidência – pode ser considerado como o número de novos casos de uma condição específica ao longo de um determinado período de tempo. Uma metodologia mais complexa, o período de tempo é geralmente medido em termos de semanas ou meses.
  • Os dois termos são frequentemente usados de forma incorreta – uma vez que têm significados muito diferentes, é importante aplicá-los corretamente.
  • Adquiridos durante o recebimento de cuidados de saúde – refere-se a úlceras por pressão que ocorram após admissão no ambiente de cuidados de saúde específicos. Esta pode ser uma medida mais relevante no caso de se aferir o impacto dos programas de prevenção.



A prevalência da úlcera por pressão varia conforme o país e é frequentemente referido ser mais elevada nalgumas especialidades, como cuidados críticos ou geriátricos.

Prevalência das úlceras por pressão

  • 5 países europeus
    incluindo 5947 pacientes6
    – prevalência de 18,1%
  • EUA: 651 unidades incluindo
    85838 pacientes7
    – prevalência de 14,8%
  • Canadá: prevalência nacional8
    – 26%
  • Austrália: diversos relatórios publicados9
    – 4,5- 27%
  • China – levantamento de 2913 pacientes10
    – prevalência de 1,8%
  • Coreia do Sul11
    – 0,44-0,49% de incidência nos cuidados agudos
    – 47,4% nos cuidados ao domicílio
    – 21,7-45,5% UCI